Quadragésima | Ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa

 

 

Irá decorrer, entre os dias 10 de fevereiro e 27 de março, a 14a edição da Quadragésima – Ciclo de Tradições da Quaresma e Semana Santa do Concelho do Fundão, um dos mais importantes eventos culturais fundanenses.

A Quadragésima é um ciclo de turismo religioso, dedicado ao teatro, às artes, à música e às tradições do sagrado. Este evento fomenta a redescoberta das tradições religiosas do território, tanto nas formas populares (festas, procissões e representações sacras), como nas formas mais eruditas (dramas litúrgicos, sermões medievais, antigas orações) e divulga o património artístico local.

No âmbito das celebrações religiosas, durante a Quaresma, a Semana Santa e a Páscoa, destacam-se em quase todas as aldeias do Concelho as Encomendações das Almas, os Cânticos dos Martírios, os percursos de Regrar dos Passos e, em Lavacolhos, a singular Procissão dos Penitentes, enquanto que na Barroca decorre a Procissão das Pinhas e no Souto da Casa decorre o Cantar as Alvíssaras.

A Serra da Gardunha vai ser o cenário noturno e contemplativo para a realização de uma Via Sacra, durante a qual as pessoas poderão percorrer e parar, para contemplar, dentro da floresta, Estações de Quadros Vivos da Paixão de Cristo, encenadas pelo Agrupamento do Corpo Nacional de Escutas do Fundão.

Destacam-se na cidade do Fundão a Procissão dos Passos, a Missa Solenizada dos Santos Passos, a Procissão dos Santos Passos com Sermões do Pretório e do Calvário, a Procissão do Senhor da Cana Verde, a passagem pelas Ermidas, encenação litúrgica de Quadros Vivos Teatrais da Via Sacra da Paixão de Cristo, a Procissão do Enterro do Senhor, que envolve a cidade num ambiente de profundo pesar e de escuridão, solenidades organizadas pela Santa Casa da Misericórdia do Fundão. Na vila de Silvares, realizam-se a Via Sacra na Igreja pelo Grupo de Jovens Sol Maior, a Bênção dos Ramos e Eucaristia, a Procissão dos Passos, a Missa da Instituição da Eucaristia e Cerimónia do Lava Pés, a Transladação do Santíssimo Sacramento, a Procissão do Enterro do Senhor e a Missa de Páscoa, celebrações organizadas pelo Conselho Económico e Social da Paróquia de Silvares, Rancho Folclórico de Silvares, Sociedade Filarmónica Silvarense, 4a Secção de Silvares dos Bombeiros Voluntários do Fundão, Junta de Freguesia de Silvares, Grupo de Jovens Sol Maior, Grupo Coral da Igreja Paroquial de Silvares e Irmandades.

Por outro lado, a Quadragésima apresenta atividades de cariz cultural, que inclui a segunda etapa do percurso Gardunha Sacra, que este ano une a vila de S. Vicente da Beira à Aldeia Histórica de Castelo Novo e volta a revisitar caminhos antigos e lugares sagrados da Gardunha, apelando mais uma vez ao conhecimento, à espiritualidade e à procura interior, num percurso organizado pela Associação Caminheiros da Gardunha e o G.E.G.A. – Grupo de Estudos e Defesa do Património Cultural e Natural da Gardunha; a exposição/instalação de fotografias dos Panos da Verónica do concelho do Fundão Rostos da Paixão; o projeto de criação de espetáculo da Quadragésima 2016, Verónica, A Sexta Estação, de Esperanza Mara Filgueira Rama, inspirado na mulher que, durante o percurso da Via Sacra até ao Calvário, na Sexta Estação, enxugou o rosto de Cristo com um pano que ficou milagrosamente gravado a sangue; os concertos pela Orquestra Municipal do Fundão, Toques Processionais, que revisitam não só as composições dos maestros e compositores de marchas processionais das Bandas do Concelho do Fundão, como também homenageiam a missão social e comunitária das Bandas Filarmónicas; as sessões de cinema A Paixão de Cristo no Cinema, com a projeção dos filmes O Rei dos Reis, de Nicholas Ray, e O Evangelho Segundo São Mateus, de Pier Paolo Pasolini, seguido de conversa com Manuel Mozos da Cinemateca Portuguesa, organizado pela Associação Luzlinar; o Encontro de Cânticos Quaresmais, organizado pelo Rancho Folclórico de Silvares; os Itinerários da Paixão, visitas patrimoniais à aldeia de Alcaide e à Aldeia Histórica de Castelo Novo, acompanhadas por leituras poéticas dos Passos e remontagem das cruzes nos calvários; a Judeia, espetáculo de recriação da Paixão de Cristo, na Aldeia Histórica de Castelo Novo, representada pela Casa do Povo do Paúl e elementos do Grupo de Convívio e etnográfico da Sra. das Dores; o curso de formação intermunicipal Introdução à Arte Sacra, a arte como expressão do sagrado, organizado em parceria com o Município da Guarda; e ainda a Festa da Aleluia, o toque em uníssono de todos os sinos do Concelho do Fundão, na noite de sábado que antecede a Páscoa, e que celebra a chegada da primavera ao território, organizada em parceria com o Arciprestado do Fundão e com o de Alpedrinha, com a Rádio Cova da Beira e com todas as freguesias e anexas do Concelho.

Irá ainda decorrer, entre os dias 18 a 27 de março, o Festival Gastronómico “Fundão, Aqui Come-se Bem” – Sabores da Páscoa, que procura ser o reflexo das tradições gastronómicas da Páscoa e pretende recriar nos restaurantes do Concelho o imaginário da reunião da família à mesa, com ementas ligadas à Páscoa.